Prefeitura do Cabo e DETRAN-PE realizam lançamento da Mini Rede de Educadores do Trânsito com professores municipais

Em 2016, a Organização Mundial de Saúde, constatou em uma pesquisa que as principais causas de acidente são: excesso de velocidade, álcool e trânsito, não uso de equipamentos de retenção e do capacete, além do uso de celular. Baseado nesses dados, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho em parceria com o DETRAN-PE, realizaram nesta terça-feira (10/10), o lançamento da Mini Rede de Educadores do Trânsito com o tema Educação no Trânsito.

O público alvo da capacitação foram professores da rede municipal de ensino, que participaram do evento, no auditório da Secretaria de Educação – Centro. Através deles, os alunos aprenderão sobre como ser bons condutores de trânsito. A palestra ficou à cargo da analista de trânsito do DETRAN-PE, Euda Clélia Costa, que trouxe dados importantes sobre infrações do ano passado. Ela também comentou sobre vícios que os motoristas cometem durante o tráfego, como por exemplo, passar o sinal amarelo. “Muitos pensam que o amarelo é o famoso ‘acelera que dá’, quando na verdade, é para chamar a atenção do motorista que o sinal irá fechar e ele precisa parar”, disse ela. Além disso, trouxe dicas na hora de comprar um carro. “Muitos não perguntam quando compram um carro, qual o desempenho dele nas curvas, pois vão muito por cores, modelos e não se importam com a desenvoltura do veículo”, frisou Euda.

Os educadores se identificaram com algumas situações que foram expostas pela palestrante. Evania de Freitas, 51 anos, professora da Escola Doutor Eudes Sobral, em Engenho São Salvador, já passou por situações difíceis durante seus 20 anos de habilitada. “Foram muitas coisas que aconteceram. Porém, a que mais me chamou a atenção foi uma que o carro passou para minha faixa, pois o rapaz dormiu no volante e acabou acidentando uma amiga que estava comigo no carro. Outra situação foi quando um homem atravessou o sinal vermelho, atingindo meu veículo”, afirmou. “A professora acredita que esse trabalho trará bons resultados futuramente. “Vamos ensinar as nossas crianças como se adequar ao trânsito, se prevenindo de acidentes. A partir desse conhecimento, eles serão transmissores para outras pessoas, principalmente os que estão dentro de casa”, completou ela.

O gerente de trânsito e transporte, Djalma Neto, esteve presente no ensino. “A gente acredita que o trabalho contínuo com as crianças e adolescentes faremos um trânsito melhor e teremos uma geração mais educada”, disse.

“É através da educação que podemos mudar o mundo. Nós somos multiplicadores e temos que passar isso para nossos alunos, além de ensinar, dar exemplo com as atitudes. Eles ensinarão aos pais, colegas e comunidade. Serão pessoas mais responsáveis no trânsito ou em qualquer outra esfera da sociedade”, destacou a secretária de Educação, Sueli Nunes. ​


Texto: Ákila Soares – Secom/Cabo
Áudio: Tonny Silva
Fotos: Naftali Emídio

2017-10-11T11:44:21+00:00