João Ivison conquista prata no Campeonato Brasileiro Paraolímpico de Tiro com Arco

Batalha, superação e conquista. Essas são as palavras “chaves”, que norteiam a vida do paratleta, João Ivison Carneiro Silva, 34 anos. Ele mostra a cada dia que os obstáculos são feitos para serem quebrados. Há quatro anos, o atleta que nasceu em Recife, mas escolheu a cidade do Cabo de Santo Agostinho para viver, sofreu um acidente que o impossibilitou de andar, mas nunca, de sonhar. Começando sua vida no esporte pelo basquete, ele notou que não era bem isso que o fazia feliz. Depois de conhecer o Tiro com Arco, João vem se encantando e treinando cada vez mais suas habilidades na modalidade.

Entre os dias 2 e 5 deste mês, ele participou do XI Campeonato Brasileiro Paraolímpico de Tiro com Arco, onde disputou com atletas e paratletas, que já participaram de competições internacionais e até de olimpíadas, mas isso não o fez desistir. Pelo contrário, além de participar, João Ivison conquistou o segundo lugar, levando a medalha de prata.

Atualmente, ele está liderando o campeonato pernambucano na sua categoria, e também é segundo lugar na categoria adulto, onde atira de igual para igual contra atletas que não possuem deficiência. Com apoio da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, o atleta viajou, recentemente, para Beijing, na China, resultado de uma seletiva que aconteceu em Goiás, onde apenas dois atletas seriam escolhidos para representar a Seleção Brasileira no mundial.

Com apenas dois anos de paratletismo, ele coleciona várias premiações, por exemplo:

1°lugar no Campeonato Pernambucano Outdoor de Tiro com Arco de 2015, na categoria Recurvo Olímpico Adulto Masculino Individual;

3° lugar no Campeonato Pernambucano Indoor de Tiro com Arco de 2015, na categoria Recurvo Olímpico Adulto Masculino Individual;

1° lugar no Campeonato Pernambucano Indoor de Tiro com Arco de 2016, na categoria Arco Composto Masculino Adulto Open – ARW2;

3° lugar no Campeonato Brasileiro Indoor de Tiro com Arco de 2016, na categoria Arco Composto Masculino Adulto Open – ARW2.

Mas João Ivison quer ir cada vez mais longe. Seu próximo objetivo é de se tornar primeiro lugar da Seleção Brasileira e se preparar para chegar nas próximas olímpiadas, em Tóquio, no ano de 2020, mostrando que seus sonhos, o impulsionam cada vez mais para longe.

Ouça a matéria


Texto: Luana Valentim – Estagiária – Secom/Cabo
Áudio: Uanderson Melo
Foto: Léo Domingos

 

2017-11-14T10:23:21+00:00