Ana Moser participa de lançamento do Núcleo Esportivo no Cabo de Santo Agostinho

Aliar esporte à educação é um dos caminhos para a transformação e desenvolvimento de comunidades. Sendo assim, a Secretaria Municipal de Educação em parceria com Aché Laboratórios Farmacêuticos S/A, lançou o Projeto Rede de Núcleo Esportivo Socioeducativo, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, na Escola Padre Antônio de Melo da Costa, no bairro da Charneca. O evento contou com a presença do prefeito Lula Cabral e da ex-atleta da Seleção Brasileira de Vôlei, Ana Moser.

O trabalho será desenvolvido com cerca de 160 estudantes que participarão no contraturno escolar, através de aulas de vôlei, futebol e jogos populares com base na metodologia de esporte educacional. O objetivo é trabalhar a prática do esporte em comunidades vulneráveis, pois entende-se que a falta de atividade física traz impacto na vida de jovens e crianças.

Para secretária de Educação, Sueli Nunes, o projeto vem para beneficiar o estudante em estágio de vulnerabilidade, trazendo a importância social e cognitiva. “A atividade desenvolverá através do desporto a inclusão de jovens e crianças no meio social, promovendo a qualidade de vida”, disse.

“A gente busca fazer o diferente na cidade, aquilo que dizem ser impossível. Por isso, reformar escolas para trazer projetos como esse é de grande alegria para nosso município, porque a prática do esporte é a parte mais saudável de uma instituição educacional”, explica o prefeito Lula Cabral.

Uma das convidadas para o evento, Ana Moser, percorre o país através do Instituto Esporte & Educação. A organização não-governamental foi   criada em 2001 e já atendeu mais de 3 milhões pessoas. Ana Moser explicou a importância de implementar o projeto no Cabo de Santo Agostinho. “É uma alegria ampliar a oportunidade de acesso ao esporte para as crianças dessa escola. Essa é uma pequena contribuição que a gente faz para a mudança da realidade, que é muito sensível no Brasil inteiro, com jovens sem acesso à prática motora e esportiva numa carga horária semanal suficiente. O que a gente faz com essas ações é trazer para todos os estudantes das escolas públicas brasileiras o acesso às atividades que contribuem para o desenvolvimento do jovem como um todo”, conta a ex-jogadora de vôlei.

 

Texto: Luana Oliveira/Estagiária Secom Cabo

Fotos: Léo Domingos

 

2018-09-13T17:56:08+00:00