João Ivison Carneiro Silva, 34 anos, natural de Recife, mas cabense de coração. O nome dele também poderia ser perseverança ou determinação. Há 4 anos, João sofreu um acidente que o deixou paraplégico. Um verdadeiro “golpe” para uma pessoa tão nova. Além disso, ele teve depressão, que quase acabava com os seus sonhos. Isso mesmo, quase! Porque João não se abateu, e acabou  achando nos esportes um motivo para continuar lutando pela vida.

O atleta começou pelo basquete com cadeira de rodas, mas não sentiu que era ali “sua praia”. Foi quando um amigo lhe apresentou o Tiro com Arco. O negócio dele mesmo era acertar alvos. Depois que conheceu o esporte, ele se apaixonou e tem praticado o Tiro com Arco com excelência.

Seletiva

Atualmente, João passou em 2° lugar na seletiva da seleção brasileira de Tiro com Arco e foi convocado para o campeonato mundial, que acontecerá no mês de setembro, em Beijing, na China. Com o apoio da Prefeitura do Cabo, ele realiza seus treinos no Estádio Gileno de Carli, na Destilaria.

Com apenas dois anos de paratletismo, ele coleciona várias premiações, como:

1°lugar no Campeonato Pernambucano Outdoor de Tiro com Arco de 2015, na categoria Recurvo Olímpico Adulto Masculino Individual;

3° lugar no Campeonato Pernambucano Indoor de Tiro com Arco de 2015, na categoria Recurvo Olímpico Adulto Masculino Individual;

1° lugar no Campeonato Pernambucano Indoor de Tiro com Arco de 2016, na categoria Arco Composto Masculino Adulto Open – ARW2;

3° lugar no Campeonato Brasileiro Indoor de Tiro com Arco de 2016, na categoria Arco Composto Masculino Adulto Open – ARW2.

Projeto

E para quem é considerado atleta prêmio-pódio – o melhor de Pernambuco, o conhecimento não pode ficar só para si. João serve de inspiração para outras pessoas, principalmente, adolescentes e jovens da rede municipal de ensino do Cabo de Santo Agostinho. Ele tem ensinado Tiro com Arco, na escola-modelo de Gaibu, local onde mora atualmente. Através dessas aulas, outros vencedores apareceram, e seis deles são deficientes auditivos.

João quer ir ainda mais longe. Seu Projeto pretende abranger futuramente à todos com aulas gratuita, sobretudo, aos ex-usuários de drogas, pois ele acredita que através do esporte, a vida de muitos deles será mudada. E é assim que esse campeão segue. A cada dia superando as dificuldades, levando o melhor de si para aqueles que o rodeiam, mostrando que tudo é possível para quem acredita.

Texto: Ákila Soares – Secom/Cabo

Foto: Léo Domingos