Moradores de Ponte dos Carvalhos aproveitaram a manhã desta quinta-feira (26) para fazer uma avaliação médica na Escola Maria José Paiva, em Ponte dos Carvalhos. O objetivo foi verificar casos suspeitos de hanseníase no município. O trabalho realizado por uma equipe médica da rede municipal de Saúde fez parte da etapa de conclusão do curso de capacitação sobre hanseníase.

Maria de Lourdes da Silva, 72 anos, fez o tratamento de hanseníase e há dois meses recebeu alta. Mas resolveu comparecer à Escola Maria José Paiva para uma reavaliação. “Sinto dores, cansaço no corpo e ainda tenho manchas. Por essa razão vim hoje aqui”, disse. Depois de examinada, os médicos tranquilizaram a doméstica, informado que a doença não retornou.

De acordo com a coordenadora de Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde, Viviane Borba, as pessoas examinadas na manhã de hoje, não apresentaram a doença. “Mas é preciso que a população esteja alerta aos sintomas da doença e procurem a Unidades de Saúde mais próxima para uma avaliação”, destacou. A hanseníase é uma doença transmitida por uma bactéria quando a pessoa fala, tosse ou espirra. Ela acomete apenas a pele e os nervos periféricos.

TREINAMENTO – A capacitação fez parte do Projeto “Abordagens inovadoras para intensificar esforços em um Brasil livre em hanseníase”, do Ministério da Saúde em parceria com a Organização Panamericana de Saúde (OPAS), com realização da coordenação de Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde. O treinamento possibilitou ampliar a formação de médicos, enfermeiras, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas na hanseníase clínica.

Ouça a matéria:

Texto: Ana Cristina Lima – Secom/Cabo
Fotos: Léo Domingos
Áudio: Tonny Silva