No próximo sábado (18/08), todas as Unidades de Saúde da Família (USFs) do Cabo de Santo Agostinho, o Posto Médico Manoel Gomes e a Policlínica Vicente Mendes, estarão recebendo o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação Contra Sarampo e Poliomielite (paralisação infantil). Crianças a partir de 1 ano até menores 5 anos, poderão receber a dose, das 8h às 17h. No mesmo dia, às 9h, a nova USF Enseada dos Corais será inaugurada, e também receberá a ação. A vacinação segue até o dia 31 deste mês.

Na USF de Enseada dos Corais, o dia “D” da vacinação será marcado por ações de conscientização sobre a importância da prevenção de doenças, com a presença de Arte Educadores e a participação do Zé Gotinha e da Maria Gotinha.

A unidade de saúde passou a funcionar na Avenida I (setor 2), um local mais amplo e com melhor estrutura física para o atendimento da população. Na unidade de saúde são prestados os serviços de vacinação, pré-natal, curativo, acompanhamento de pacientes com tuberculose e hanseníase, além de citologia oncótica.

Segundo a gerente de Vigilância em Saúde, Maria Eugênia Gama,  o “Dia D” será muito importante para os cabenses. “Os pais devem ter o cuidado em aferir constantemente como anda o processo de vacinação dos seus filhos. O Ministério da Saúde, através da Secretaria Municipal de Saúde do Cabo, dá o enfoque na necessidade da vacinação para prevenir a possibilidade de possíveis doenças”, afirmou.

Para serem vacinados, os pais devem portar o cartão de vacina dos seus filhos.   O sarampo é uma infectocontagiosa, causada por um vírus chamado Morbillivirus. A enfermidade é uma das principais responsáveis pela mortalidade infantil em países subdesenvolvidos. Seus sintomas incluem febre e manchas no corpo, e o tratamento é feito para atenuar estes sintomas.

Em geral, a poliomielite é doença que se manifesta nos membros inferiores de forma assimétrica, ou seja, ocorre apenas em um dos membros. As principais características são a perda da força muscular e dos reflexos, com manutenção da sensibilidade no membro atingido.

 

Texto: Luana Valentim – Estagiária Secom/Cabo