Para celebrar o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a Secretaria Municipal de Saúde, Educação e Programas Sociais, iniciaram nesta segunda-feira (10/09), no Sest/Senat (às margens da PE-60), as atividades em alusão ao Setembro Amarelo. Sediando o Encontro Regional Intersetorial sobre a Rede de Atenção à pessoa vítima de Violência Sexual e tentativa de Suicídio, profissionais da saúde, educação e assistência social dos municípios do Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Moreno e Ipojuca, receberam uma capacitação para lidar com as diferentes situações  relacionadas ao tema. O encontro tem a promoção da I GERES/PE.

Para a preparação dos profissionais, a ação contou com palestras ministradas por especialistas, como o coordenador do Centro de Referência de Atendimento às Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Sexual (CERCA), João Vila Corta e a assessora de Fortalecimento dos Conselhos Tutelares, Roseane Santini.  Alertando sobre os principais casos de violência sexual, o momento focou em casos que ocorreram tanto com crianças, quanto adolescentes, por se mostrarem um público mais vulnerável.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, 1 milhão de pessoas cometem suicídio. No Brasil, 1 suicídio é registrado a cada 45 minutos, equivalendo a aproximadamente 32 casos por dia. “Devemos sempre buscar a especialização para melhor atender os pacientes. O Cabo dispõe de muitos serviços para acolher quem precisa de ajuda, como é o caso do Ambulatório Municipal de Saúde Mental e de três unidades do Centro de Tratamento Psicossocial (CAPS), que atualmente atende cerca de 450 usuários e seus familiares”, destacou a Coordenadora de Saúde Mental do município, Danielle Moura.  As programações das atividades em alusão ao Setembro Amarelo seguem até o final desse mês.

O evento também contou com os palestrantes Roseane Maria de Lima , Maria Rosemaura de Aguiar, Edson Flávio Barbosa e Silva, integrantes da  Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social Criança e Juventude (SDSCJ-PE)  e Rossana Tenório Cavalcanti, da Secretaria de Educação  do Recife.

SETEMBRO AMARELO – Para valorizar a vida e conscientizar a sociedade a respeito do suicídio, o mês de setembro se tornou o Setembro Amarelo. Introduzida no Brasil pelo Conselho Federal de Medicina e a Associação Brasileira de Psiquiatria, a campanha ocorre durante todo o mês.

 

Texto: Luana Valentim – Estagiária Secom/Cabo

Foto: Gilberto Crispim