Realizada na última quinta-feira (14/03), a reunião ordinária do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher (CONDIM) para triênio 2018 e 2021. Na pauta, avaliação da campanha de enfrentamento a violência contra a mulher desenvolvida no período do carnaval; ata discutida com o prefeito em exercício Keko do Armazém, caminhada das mulheres, entre outros.

Edna Gomes, secretária de Programa Sociais, trouxe a sugestão de desenvolver ao longo do mês de março a campanha educativa nomeada Março Mulher: um mês, uma cor, uma luta, que terá início na próxima semana. Trata-se da proposta de desenvolver outras ações efetivas de empoderamento feminino e manter o foco em informar as várias formas de violência contra a mulher. O exemplo que recebeu destaque foi o cortejo fúnebre de Eudina Sobral, durante o momento de concentração da caminhada da mulher no dia 08 de março, vítima de feminicídio.

Na ocasião foi discutida também a necessidade de expandir as atividades até o alcance das mulheres que residem nas áreas rurais do município. “Não podemos deixar a energia e força que vimos durante o momento da caminhada se dissolver com o passar do tempo. É importante reconhecer a necessidade de políticas públicas efetivas e fortalecer as mulheres na luta. Há muitos casos que não são registrados por falta de informação e precisamos inserir o público da área rural nesse cenário” enfatizou Edna Gomes.

A campanha Março Mulher traz a proposta de envolver vários segmentos e reacender o tema em vários equipamentos públicos do município. Haverá panfletagem, adesivaço, roda de diálogos, apresentações culturais, entre outros.

 

Texto: Eva Pereira

Foto: Ivan Melo