Para reforçar o combate à Tuberculose, comemorado mundialmente em 24 de março, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho realizou, em parceria com a UNESCO, o Dia D de prevenção e orientação sobre a doença, com evento alusivo nesta quinta-feira (21/03), no Mercadão – Centro. A ação gratuita, contou com testagem rápida para HIV, palestras educativas e distribuição de preservativos.

A Tuberculose é a infecção que mais afeta as pessoas que vivem com HIV/Aids e ainda provoca milhares de mortes no Brasil e no mundo. O município é o terceiro em números de casos de tuberculose no Estado, com 125 confirmados em 2018. A campanha enfatizou os riscos que a coinfecção entre Tuberculose e HIV provoca em pacientes portadores de tais doenças. Dentre os números registrados no Cabo, 10% dos pacientes portadores de Tuberculose vivem com HIV, elevando a possibilidade de mortes provocadas pela junção perigosa.

O resultado da testagem do HIV é entregue cerca de 30 minutos após a coleta em sigilo. Os pacientes que desejaram realizar testagem para a Tuberculose, foram encaminhados ao Herbert de Souza. O Cabo de Santo Agostinho, é o único município de Pernambuco a entregar o resultado desta coleta no mesmo dia, cerca de 3 horas.

De acordo com a coordenadora de Tuberculose, Vanessa Carneiro, a campanha é realizada mundialmente. “Antecipamos as ações alusivas comemoradas em todo mundo, no dia 24 de março. É necessário enfatizar a importância dos riscos da coinfecção e combater a doença que mais mata pacientes que vivem com HIV. Portanto, hoje estamos levando apoio e informação a toda população”, disse.  “Se você tem Tuberculose, faça o teste de HIV. Se você tem HIV, faça o teste de Tuberculose. O HIV tem tratamento e a tuberculose tem cura”, concluiu Vanessa.

Texto: Natália Andrade
Fotos: Gilberto Crispim