Muita gente compareceu ao Procon Cabo, no primeiro dia do Mutirão dos Superendividados. A maioria para negociar dívidas com a Celpe e a Compesa.  A moradora do Centro do Cabo, Dagmar Soares Almeida, conseguiu adequar suas dívidas à sua realidade e com isso, se mostrou bastante satisfeita com a negociação. “Estava devendo R$ 8.503,73 e vou pagar R$ 511,13. Estou muito feliz em ver a gestão municipal se preocupando com a população “, disse.

Todas as negociações realizadas durante o mutirão são acompanhadas por advogados do Procon, a fim de garantir que o consumidor receba propostas que se enquadrem nas suas possibilidades financeiras. “Nossa preocupação é dar mais dignidade para os consumidores cabenses, contribuindo para que os mesmos possam voltar ao mercado de consumo, com o nome livre de restrições” ressaltou Quésia Maria da Silva, gerente do Procon Cabo.

O Mutirão dos Superendividados segue até o dia 17 de maio, com atendimento das 8h às 14h. Os interessados em participar do mutirão devem apresentar o RG, CPF e o comprovante de residência, além de documentos que possam comprovar a dívida, como nota fiscal, faturas e comprovantes de pagamento.  Já os que desejarem participar das audiências de conciliação de divórcio e alimentos devem se dirigir até a sede do Procon Cabo, no dia 15 de maio, às 8h.

O consumidor precisa apresentar qualquer documentação que represente a dívida com instituições bancários (comprovante de cobrança), de loja e outras instituições com as quais está inadimplente, além de RG, CPF e comprovante de residência.

As negociações da Compesa, Celpe, taxas dos permissionários do Mercado Público, telefonias, Lojas Elektra e Banco Azteca, são realizadas de forma presencial. Já os acordos com bancos e cartões de crédito, podem ser negociadas no prazo de 7 a 10 dias. Para saber o andamento dos acordos os consumidores podem ir presencialmente na sede do Procon Cabo, às margens da PE-60, ou através do número 3521-6621.

Serviço– O  Procon Cabo tem o Núcleo de Apoio aos Superendividados (NAS), que funciona diariamente. O núcleo oferece palestras sobre educação financeira, advogados, psicólogo e realiza conciliação entre a empresa credora e o consumidor devedor.

 

Texto: Beatriz Lima

Foto: João Barbosa