A robótica como instrumento de educação chega para proporcionar o conhecimento de conceitos multidisciplinares, que envolvem física, matemática e o raciocínio lógico. Por isso, a Secretaria Municipal de Educação está promovendo a instalação de laboratórios de robótica em 20 escolas da cidade.  Além dos investimentos, o município já  tem se destacado neste campo com  a conquista de medalhas na Olimpíada Nacional de Robótica

O objetivo da robótica nas escolas cabenses é ampliar o conhecimento e estimular o aprendizado de novas habilidades e competências nos alunos da rede.  Entre as 20 instituições, algumas já estão com o material completo e os discentes participam das aulas, que acontecem a cada quinze dias, sempre no contra turno escolar.

A Escola Madre Iva Bezerra de Araújo é uma das unidades com laboratório funcionando com as aulas de robótica. Ainda em fevereiro deste ano, os professores passaram por uma formação para estarem aptos à auxiliar os alunos nas aulas. Para o professor Davi Lima, a robótica estimula os alunos a buscarem outro olhar na abordagem das demais disciplinas. “Para a montagem dos equipamentos, os discentes passam por um processo de raciocínio lógico, por isso eles podem levar os conhecimentos aprendidos nessa área para outras disciplinas. É algo interdisciplinar”, explicou.

O aluno Kelvin Messias, é um dos mais entusiasmados com a chegada da robótica na sua escola. “É uma aula bastante diferente. Gosto de frequentá-la porque estimula à criatividade, sem contar que é importante para o nosso futuro. A escola melhorou bastante depois das aulas de robótica”, disse.

Toda montagem feita nas aulas será avaliada para que no final do ano, os destaques participem da I Mostra de Robótica do Cabo de Santo Agostinho, em parceria com o Núcleo de Estudos Avançados e Científicos – NEAC.

Texto: Luana Oliveira
Fotos: João Barbosa