Depois de 49 anos juntos, Araci Alves de 65 anos e Reginaldo Silva, 75 anos, disseram o tão almejado “Sim”, oficializando o matrimônio no primeiro Casamento Coletivo promovido pela Prefeitura do Cabo em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado. A celebração cercada de muito amor, carinho e realização de sonhos, reuniu 35 casais nesta quinta-feira (05/06), no auditório Luiz Lacerda, em Garapu.

Tratou-se de uma celebração com tudo que um casal tem direito, desde orquestra tocando a tradicional marcha nupcial, tapete vermelho, ornamentação com flores e convidados. O sorriso e a felicidade também estavam estampados nos rostos dos noivos. Os casais tiveram, além do casamento civil, a maquiagem, buffet, fotógrafos, álbum de fotos gratuitos.

A realização do sonho não aconteceu apenas para quem está começando uma nova jornada com o parceiro, mas também, para as histórias que ultrapassam gerações. Os noivos, que passaram mais da metade de suas vidas juntos sempre sonharam em casar no civil e aproveitaram a oportunidade para oficializar o matrimônio no judiciário.

“Sempre esperei por esse momento, mesmo após tanto tempo juntos, meu coração bateu mais forte quando vi tapete vermelho me esperando para entrar. Foi tudo lindo”, ressaltou Araci Alves.

A celebração foi conduzida pelo Juiz e coordenador do Cejusc Roberto Jordão. A certidão de casamento foi entregue aos casais após a entrega das alianças.  O casamento coletivo faz parte do Mutirão da Cidadania, que ofereceu na sede do Procon Cabo serviços de emissão de RG, Certidão de Nascimento, testes de HIV e conciliação de casos de divórcio, pensão alimentícia e débitos com instituições financeiras, Celpe e Compesa.

 

 

Texto: Beatriz Lima

Fotos: João Barbosa