Jogos de tabuleiro, queimado, vôlei e futebol movimentaram a área externa do Cras Vila Roca nesta sexta-feira (06/09), no Festival do Vôlei – um evento criado para marcar o encerramento das atividades da Escolinha de Vôlei, que integra o Programa Bola pro Alto, realizado pela Secretaria de Programas Sociais.

No Cras da Vila Roca foi montada uma estrutura recreativa, onde 320 crianças e adolescentes, entre 6 e 16 anos, participaram das várias modalidades esportivas. Muitos deles fazem parte do Projeto Bola pro Alto, que atende crianças do Serviço de Convivência, bem como de comunidades próximas ao Cras da Vila Roca que se inscreveram para participar da escolinha.

Segunda a Secretaria de Programas Sociais, Edna Gomes, esse é um trabalho de inclusão e fortalecimento de vinculo. “ O esporte é um modo de tornar a prática inclusiva. Atendemos crianças de todas as comunidades , várias faixa-etárias, e  ambos os sexos porque para nós é muito importante a convivência respeitando as diferenças ”, ressalta a secretária.

” A prática esportiva é uma forma de superar as dificuldades e contribuir para o empoderamento das meninas desde cedo. E quando fazemos a inclusão através da prática esportiva, garantimos assim, o que preconiza o estatuto da criança e do adolescente “. destacou Edna Gomes.

A Escolinha de Vôlei tem entre os objetivos descobrir novos talentos nesta modalidade e também de contribuir para a formação dessas crianças. O Programa Bola pro Alto atende cerca de mil crianças.

 

Texto: Cristhiane Arantes

Fotos: Ivan Melo